Entenda o que é e como funciona o algoritmo do Google

2 de novembro de 2020
PUBLICADO EM blog
2 de novembro de 2020 Marcelo Rama

Garantir os primeiros resultados nas pesquisas on-line é fundamental para destacar a marca. Para isso, é importante entender como funciona o algoritmo do Google. Afinal, ele é o principal responsável em ranquear as páginas e também punir endereços que não respeitam a conduta do maior mecanismo de buscas na internet.

Neste artigo, explicaremos o que é e como funciona este algoritmo. Veja também as alterações do algoritmo por conta da pandemia COVID-19 e penalizações. Assim, você pode planejar suas campanhas e aproveitar os melhores resultados. Fortaleça sua presença digital e aproveite uma das principais estratégias para a geração de tráfego orgânico para a sua empresa. Boa leitura!

Afinal, o que é o algoritmo do Google?

A internet se transformou em uma das principais fontes de pesquisas da atualidade e o Google é uma das ferramentas mais acessadas para isso. O sucesso da ferramenta se baseia justamente em conseguir apresentar os melhores resultados de busca para seus usuários, garantindo uma indicação de qualidade, ou seja, relevante para o leitor.

Para que o Google ofereça sempre a melhor experiência do usuário, ele desenvolve os algoritmos. Funciona assim: são desenvolvidas regras que permitem ao robô do Google, que lê todas as páginas da web, classificar o nível de relevância e indicar a colocação para cada resultado de busca.

Desde seu lançamento, o Google já apresentou diversos algoritmos, avisando sobre as atualizações. Entretanto, não existe um conjunto de regras claro que seja divulgado para que as pessoas saibam como fazer para que suas páginas se destaquem. Em outras palavras, conseguir aparecer no Google ainda pode ser um grande desafio.

Por que a minha empresa deve se preocupar?

Uma das principais estratégias que gera visibilidade orgânica nos ambientes on-line (sem a necessidade de investimento direto, como no caso dos anúncios pagos) é uma boa estratégia de SEO — otimização para mecanismos de busca. Ela traz muitas vantagens para negócios dos mais diferentes segmentos do mercado.

Para que isso aconteça de maneira eficiente, é fundamental estar de olho nos algoritmos do Google. Isso garante que as estratégias desenvolvidas pela sua empresa acertarão em cheio os requisitos que o robô avalia. Assim, suas páginas terão mais chances de se destacar.

Como funciona o algoritmo do Google?

Podemos identificar o trabalho que os robôs do Google fazem como uma espécie de curadoria, sempre entregando o melhor para seu público. Entenda como funciona esse processo.

Crawling

A primeira etapa consiste em um rastreamento (crawling) de todas as páginas da web. O robô do Google faz uma varredura por toda a internet, encontrando todos os endereços disponíveis. Para isso, é importante observar dois pontos muito importantes:

  • conteúdos em Flash não conseguem ser lidos pelo robô, então devem ser evitados;
  • para facilitar o reconhecimento e leitura da sua URL, é importante manter o código o mais simples (limpo) possível.

Esse processo acontece o tempo todo e é fundamental que o seu endereço seja mapeado pelo robô. Afinal, é só a partir daí que qualquer página do seu site pode ou não entrar nos resultados de busca, desenvolvendo então um trabalho para melhorar seu posicionamento no ranking de palavras-chave relevantes ao seu negócio.

Indexing

A fase seguinte que acontece é a indexação (indexing). A partir do momento que sua URL for lida pelo robô do Google, ela passa a integrar o Índice de Pesquisa. Podemos imaginá-lo como um catálogo quase que infinito que organiza todo o conteúdo on-line lido pelo Google. Dessa forma, o índice contém dados relevantes como:

  • o endereço da página;
  • a data em que foi publicado e se houve atualizações;
  • o tempo de carregamento;
  • o texto e a palavra-chave trabalhada no conteúdo.

Esse processo permite a agilidade no processo de pesquisa e entrega dos resultados mais relevantes para o usuário. Ele também serve para coletar dados que servem para a próxima etapa do funcionamento do algoritmo do Google.

Ranking

O ranqueamento (ranking) é o foco de trabalho do profissional de SEO. Isso porque é aqui que os algoritmos entram em ação, identificando quais são os resultados mais favoráveis para a pesquisa e penalizando sites que adotam uma prática vista como indevida pelo Google.

Ao longo dos anos, o Google implementa algoritmos que fazem com que os resultados de pesquisa fiquem cada vez melhores. Para começar uma campanha de SEO, é importante entender isso. Se no início o foco era apenas rechear as páginas com as palavras-chave identificadas na indexação, ao longo do tempo, surgiram algoritmos para observar as mais diversas regras como:

  • Panda — avalia a qualidade dos conteúdos e o uso adequado das palavras-chave;
  • Penguin — analisa a qualidade dos links, ranqueando as páginas de acordo com as linkagens de sites externos de qualidade;
  • Hummingbird — otimizou a interpretação semântica, observando a intenção de buscas;
  • Pigeon — valorizou os resultados locais para as buscas, impactando positivamente os negócios locais, como os que fazem parte do Google Meu Negócio;
  • Mobilegeddon — prioriza os sites responsivos, que promovem uma boa navegação para os usuários que acessam a internet de dispositivos móveis (mobile friendly);
  • RankBrain — inserção de inteligência artificial e machine learning para interpretar as pesquisas feitas;
  • Bert — possibilita uma interpretação cada vez mais humana, sendo capaz de entender o sentido geral da busca.

Respostas rápidas

Com a mudança dos resultados de pesquisa cada vez mais aperfeiçoados para a experiência de um usuário mobile, o Google criou soluções como o Featured Sippets, também conhecido como posição zero.

Algumas pesquisas podem ter informações rápidas sem a necessidade de um clique, facilitando para quem faz o acesso pela internet. Ao pesquisar “Quando surgiu o Google”, por exemplo, surgem quadros com as respostas já na SERP (páginas de resultado).

Quais foram as alterações do algoritmo após o coronavírus?

Durante a pandemia, em maio de 2020, o Google anunciou mais uma mudança nos algoritmos. Seguindo o mesmo caminho das anteriores, o objetivo é melhorar a experiência dos usuários. Nesse caso, o objetivo é identificar conteúdos relevantes e penalizar endereços que propagam as fake news.

Fundamental para que suas estratégias de SEO tenham o melhor resultado possível, é importante estar sempre acompanhando as atualizações que o Google divulga. Além disso, para garantir que você conseguirá um bom desempenho, também vale a pena pensar em como ser relevante para a sua audiência. Afinal, esse também é o objetivo do algoritmo: oferecer respostas relevantes.

Gostou de descobrir como funciona o algoritmo do Google e quer conferir tendências e dicas estratégicas de marketing para o seu negócio? Então siga a gente no Facebook, LinkedIn e Instagram, aproveite um conteúdo de qualidade!