Entenda o que mídia programática e quais as vantagens

27 de junho de 2017
PUBLICADO EM blog
27 de junho de 2017 Marcelo Rama

Já imaginou anunciar em diversos sites com apenas uma negociação, sem precisar tratar manualmente com cada um deles? Ou melhor, que além disso, os seus anúncios só apareçam para pessoas que realmente pertençam ao perfil do seu público-alvo? Saiba que tudo isso é possível por meio da mídia programática.

Mas se você não sabe o que quer dizer esse termo, não se preocupe. Neste artigo, vamos entender o que é esse tipo de mídia, como ela funciona, quais são as vantagens e as ferramentas para inclui-la na sua estratégia de anúncios pagos. Vamos lá?

O que é mídia programática?

Mídia programática é aquela que podemos comprar (ou vender) por meio de ferramentas digitais e de forma automatizada. Com ela, é possível potencializar campanhas de publicidade online para uma série de canais e diferentes aparelhos e tamanhos de tela — tanto para o desktop quanto para dispositivos móveis.

Combinando dados do próprio anunciante, estatísticas das empresas fornecedoras do espaço publicitário na internet (publishers), definições de público-alvo, indicadores-chave de desempenho (KPIs) e objetivos da campanha, o sistema permite alcançar os usuários certos, com a mensagem ideal e no momento exato.

O processo busca ganhar mais agilidade na compra de espaço publicitário na internet, já que anunciante e publisher não precisam negociar diretamente. Além disso, não é necessário incluir os anúncios em cada espaço manualmente, já que todo o sistema cuida disso para você.

Como funciona esse tipo de mídia?

Antes de entendermos como funciona a mídia programática, precisamos saber quais são os conceitos de Ad Exchange e DSP.

Ad Exchanges são plataformas em que os publishers disponibilizam os seus espaços publicitários. Já a DSP (Demand Side Platform), é um outro tipo de plataforma, que por sua vez ajuda o anunciante a encontrar os espaços de mídia que deseja, servindo como uma espécie de ponte entre ele e a Ad Exchange.

Com o acesso a uma DSP, o anunciante pode configurar as características do público que deseja atingir, o que inclui interesses, informações demográficas (idade e sexo), informações de localização, intenção de compra e muito mais.

Feito isso, os anunciantes participam de um leilão, em que dão um lance para conseguirem espaços de mídia relacionados ao target configurado no passo anterior. Sempre que o DSP descobre um visitante com o mesmo perfil desse target navegando no site de um publisher, o leilão é consultado. Então, o anunciante que tiver o maior lance terá a sua campanha exibida.

Esse sistema de leilão em tempo real também é conhecido como RTB (Real-Time Bidding).

Quais são as vantagens da mídia programática?

Como podemos ver, a mídia programática oferece uma série de benefícios aos anunciantes. Confira abaixo quais são as maiores vantagens:

  • método ágil e eficiente de compra de mídia, afinal é possível atingir a audiência em diversas mídias com apenas uma compra, e não é preciso comprar diretamente com os publishers;
  • por meio da segmentação do público-alvo e das tecnologias das DSPs, é possível veicular campanhas para as pessoas certas, evitando a dispersão de anúncios sem necessidade;
  • é possível veicular mensagens customizadas para diferentes segmentos dentro do público-alvo de uma mesma campanha;
  • as DSPs permitem que o anunciante decida o valor que está disposto a pagar pelas impressões, controle o alcance de seus anúncios e analise o desempenho da campanha;
  • alguns canais de mídia têm processos mais burocráticos que outros, mas com a mídia programática o processo de compra é o mesmo para todos os canais disponíveis no inventário, o que não desperdiça o tempo da sua equipe e ao mesmo tempo reduz os custos da sua organização com publicidade online;
  • otimização das campanhas para entregá-las à audiência mais qualificada possível entre diversos canais, oferecendo maior visibilidade online para a sua marca.

Quais são as principais ferramentas de mídia programática?

Listamos abaixo três das principais DSPs disponíveis no Brasil e os principais diferenciais das suas ferramentas. Veja!

1. MediaMath

MediaMath combina aspectos de modelagem preditiva, estatísticas, teoria dos jogos e técnicas de machine learning para compor um algoritmo que analisa bilhões de impressões por dia. Esse algoritmo visa determinar qual combinação de consumidor, contexto e mensagem será melhor para a sua campanha.

O sistema otimiza os anúncios para aparecerem de acordo com o momento do consumidor dentro da jornada de compra, o que vai além do mero marketing por cliques.

2. Google DoubleClick Bid Manager

DoubleClick Bid Manager tem a vantagem de também contar com os dados do Google para alcançar o público certo. Além disso, os algoritmos proprietários ajustam os lances automaticamente para ajudar a sua campanha a alcançar o sucesso.

O DoubleClick também tem um robusto sistema antifraude, que verifica as campanhas de forma ininterrupta e garante que você tenha o serviço pelo qual de fato pagou.

3. TubeMogul

TubeMogul trabalha em parceria com a Adobe e conta com um software para planejamento, compra, avaliação e otimização de publicidade global. A TubeMogul é especializada em publicidade em vídeo e dá acesso a um grande inventário cross-channel, que vai desde banners em sites até espaços de mídia na televisão.

Pode ser que você nunca tenha ouvido falar em mídia programática antes, mas essa é uma ótima oportunidade para começar a investir nessa tática para a estratégia de marketing da sua empresa.

No mercado externo, a mídia programática já está bastante difundida. Para se ter uma ideia, de acordo com o eMarketer, em 2017 o investimento em anúncios programáticos de display nos Estados Unidos chegará a 33 bilhões de dólares.

E segundo um estudo realizado pelas empresas comScore e MediaMath, o crescimento do uso de mídia programática no Brasil deve crescer entre 10% e 30% em 2017.

O que achou do nosso artigo sobre mídia programática? Gostou de entender como funciona esse tipo de compra de mídia e todos os benefícios que isso traz para a sua campanha e para o seu negócio? Então, que tal continuar aprendendo em nosso blog? Veja o nosso artigo sobre mídia de performance e descubra o que é e qual a sua importância para a estratégia da empresa!