Você sabe como fazer o Benchmarking da concorrência?

12 de fevereiro de 2018
PUBLICADO EM blog
12 de fevereiro de 2018 Marcelo Rama

Você já imaginou a possibilidade de realizar uma análise das ações que são executadas por empresas que se encontram no mesmo ramo que a sua? Essa é a ideia por trás da estratégia de realizar o benchmarking da concorrência!

Não importa se a companhia é grande ou pequena, é sempre relevante se perguntar e avaliar como o seu negócio está se saindo em relação às empresas similares ou que possuam o mesmo público-alvo.

Apesar da ideia se parecer com o famoso ”dar uma espiada”, o benchmarking vai além disso. Ele proporciona a chance de aprender quais são as práticas que funcionam para a concorrência e aprimorar essas estratégias para aplicá-las em sua empresa.

Para compreender melhor o que significa essa estratégia e como se beneficiar a partir dela, confira este texto que preparamos para você!

O que é Benchmarking?

Trata-se de uma estratégia de gestão para melhorar o desempenho das marcas, buscando garantir uma superioridade em relação aos concorrentes. Esse resultado acontece a partir da aprendizagem das experiências bem-sucedidas das empresas com serviços ou públicos similares.

Benchmarking vem da palavra ”benchmark” — com origem inglesa, esse termo significa referência. É como se as ações de sucesso utilizadas por empresas concorrentes servissem de parâmetro para o seu negócio.

A prática do benchmarking já é realizada há muito tempo por empresas de diversos tamanhos para verificar como os seus produtos, processos de produção e logística se desempenham em comparação aos mesmos itens dos seus concorrentes.

Qual é a importância de fazer o Benchmarking da concorrência?

Essa ferramenta de marketing é essencial para o crescimento e aprendizagem de uma empresa. Ela auxilia a melhora dos processos da marca, gerando resultados surpreendentes para os empresários.

O Benchmarking também pode ser considerado uma maneira de conquistar melhores insights por meio dos concorrentes. No entanto, realizar esse método de observação e pesquisa não significa que todas as estratégias utilizadas por empreendimentos similares poderão ser consideradas as ferramentas ideais para o seu negócio.

Ao realizá-lo, é possível adquirir um conhecimento mais aprimorado sobre o mercado, agilizar os processos de práticas empresariais para garantir melhores resultados, motivar os trabalhadores a alcançarem novos objetivos e ampliar a margem de lucro da empresa.

Quais são os tipos de Benchmarking?

Agora que você já está mais familiarizado com o termo, vamos explicar quais são os tipos de benchmarking da concorrência que existem:

  • Benchmarking competitivo: analisa e compara as práticas da concorrência com a expectativa de superá-las;
  • Benchmarking de cooperação: acontece a partir da colaboração entre as empresas por meio da troca de informações dos negócios que possuem diferentes pontos fortes;
  • Benchmarking funcional: examina como funciona o processo de trabalho das companhias, principalmente as funções das organizações;
  • Benchmarking genérico: visa determinar as melhores práticas para uma área a partir da comparação entre os dados de funcionalidade das empresas;
  • Benchmarking interno: parte da investigação das melhores práticas realizadas dentro da própria empresa por meio de processos internos nos departamentos.

Como fazer o Benchmarking da concorrência?

O que fazer com toda essa informação que acabamos de explicar? Agora, vamos ajudar a colocar em prática todo o conteúdo que explicamos até aqui!

Para que a sua empresa consiga alcançar todos os resultados almejados por meio do Benchmarking da concorrência, você precisa seguir os seguintes passos:

1. Defina os seus objetivos

A primeira etapa para iniciar o Benchmarking é definir quais são os objetivos da sua empresa. Sem definir qual é o propósito dessa prática, o processo de estudo e definição de quais ações deverão ser tomadas após o recebimento das informações será prejudicado.

Estabeleça quais pontos deverão ser aprimorados a partir dessa ferramenta — por exemplo, como funciona o SAC, qual é a frequência dos envios de e-mail marketing ou em quais redes sociais as marcas se fazem presentes.

2. Conheça a sua concorrência

Para colocar essa estratégia em prática, é necessário realizar uma pesquisa sobre quais estabelecimentos fazem parte da sua concorrência. Considere as empresas que fornecem serviços e produtos similares ou que possuem públicos semelhantes.

Priorize as empresas que são consideradas referências em sua área de atuação. Por meio delas, será possível identificar quais foram os cases de sucesso que auxiliaram no crescimento e na melhora da marca no mercado.

3. Selecione até três concorrentes para observar

Depois de verificar e separar todas as empresas da sua região que oferecem os mesmos serviços ou possuem o mesmo público-alvo que o seu, escolha até três estabelecimentos, optando por aqueles que apresentam características diferenciadas entre si. Assim, será possível analisar a diferença de comportamentos entre os lugares.

Ao selecionar diferentes segmentos de empresas — mas com produtos ou públicos parecidos — será possível garantir insights diversificados.

4. Colete as informações necessárias por meio de análises qualitativas ou quantitativas

Realize uma busca de todas as informações relevantes para que o seu benchmarking da concorrência esteja completo. Caso o seu interesse esteja focado para o meio digital, o ideal é prestar atenção em alguns itens como:

  • presença nas redes sociais;
  • frequência de publicações;
  • estratégias de marketing de conteúdo;
  • qualidade dos materiais divulgados;
  • linguagem utilizada;
  • engajamento do público com as publicações.

Depois de coletar os dados necessários, separe-os em resultados quantitativos, representados por indicadores de desempenho, ou qualitativos, desempenhados por práticas.

5. Descubra as informações relevantes

Inúmeras informações são coletadas após o Benchmarking. No entanto, é essencial realizar uma peneira e selecionar quais referências são úteis para o seu negócio.

O indicado é que um relatório seja elaborado para registrar as conclusões, possibilidades viáveis, prováveis ameaças e como trabalhar para aprimorar a busca por melhores resultados para a sua empresa.

Agora que você aprendeu como se faz o Benchmarking da concorrência, que tal iniciar a sua estratégia de marketing e almejar novas conquistas para a sua empresa? Não se esqueça de contar com uma agência especializada em mídia de performance para auxiliar durante todo o processo!

O que você achou do nosso texto sobre como fazer Benchmarking? Gostou? Então, que tal compartilhar este material nas suas redes sociais e ajudar os seus amigos a dominarem o assunto? Compartilhe agora!