Linkedin Live: explore tudo na nova ferramenta de streaming

5 de agosto de 2019
PUBLICADO EM blog
5 de agosto de 2019 Marcelo Rama

A rede corporativa mais famosa do mundo, o LinkedIn, iniciou 2019 com novidades, e o objetivo principal é o desenvolvimento profissional dos usuários.

Há cerca de dois meses, o LinkedIn lançou uma nova ferramenta, o LinkedIn Live, que permite uma novidade aos seus usuários: transmitir ao vivo seus conteúdos para amigos e seguidores.

Vamos saber, neste post, qual o intuito desta nova ferramenta, como ela funciona e também apresentar algumas boas práticas para que você não cometa nenhum erro ao usá-la. Vamos lá?

Objetivo do LinkedIn Live

O LinkedIn Live é um serviço de streaming que permite aos usuários transmitir vídeos e eventos em tempo real aos seus amigos e seguidores. É semelhante a uma live no Facebook – ferramenta já utilizada por muitos.

Mas o que eu ganho com essa ferramenta? Você ganha experiência e a abertura de muitas possibilidades. O streaming permite conferências, seminários, auditorias e, inclusive, que você fale sobre assuntos da sua área de conhecimento.

Transmitir ao vivo é algo que engaja os usuários e, dessa forma, você terá mais chances de ser visto. O streaming é uma ferramenta muito mais interativa que um post simples. Isso enriquecerá muito o seu currículo dentro do meio empresarial.

Além do Facebook, o LinkedIn busca seu espaço também entre o Twitter, o YouTube, o Instagram e, em especial, o Twich, sendo que todas essas redes sociais permitem o streaming.

A aposta do LinkedIn Live está em conteúdos mais profissionais, uma vez que o LinkedIn é uma plataforma modelo business. Assim, a rede busca se destacar das demais e se solidificar no mercado das transmissões.

Funcionamento do Linkedin Live

A ferramenta está em fase de testes nos Estados Unidos e disponível apenas para convidados. Em tese, funciona como as demais redes sociais que transmitem ao vivo: você inicia a transmissão e os seguidores e amigos podem perguntar e reagir ao que está sendo transmitido e, após o término, ela pode ou não ficar salva para ser vista depois.

A influencer americana Cathy Hackl foi convidada para fazer o teste e você pode assisti-la. Você também pode procurar com a hashtag #LinkedInLive e encontrar outras transmissões que já foram realizadas.

Diferenças de outras plataformas

Mesmo estando em fase de testes, já sabemos que a LinkedIn Live não será para uso pessoal. Ou seja, você não poderá realizar um streaming para falar da sua vida se isso não for algo que agregue profissionalmente.

A LinkedIn Live terá cargos, funções e hierarquias; e o foco não estará no emocional do usuário e sim no profissional.

Alguns sócios da plataforma, que atestam a autoridade do que está em jogo, são: Wirecast (principal software de mescla de vídeo), Switcher Studio (para conferências multitela), Wowza Media System (para dar velocidade ao serviço), Socialive (para facilitar a vida do usuário), Brand live (para vendas) e Microsoft (proprietária do LinkedIn).

Dicas para fazer uma transmissão ao vivo

Separamos algumas dicas para você fazer bom uso do LinkedIn Live quando o serviço for liberado para todos os usuários. Lembre-se: seja em uma rede social de uso pessoal, seja de uso corporativo, sempre que você posta algo ou faz um streaming é a sua imagem que está ali, por isso, tenha muito cuidado com o que é divulgado.

Faça um planejamento do que será transmitido

Coloque as ideias no papel e crie um roteiro de como você fará a transmissão e do que você falará durante o streaming. É a etapa mais importante do processo. Depois que o roteiro estiver pronto, faça uma leitura em voz alta para ver se tudo se encaixa. Veja também o tempo da transmissão, algo bastante importante.

Atente-se ao horário da transmissão

Se for uma transmissão somente sua, esse passo não é tão importante, porém, se for uma transmissão em equipe (uma apresentação ou uma auditoria, por exemplo), marque um horário para a transmissão.

Verifique a qualidade do áudio e do vídeo

Confira o seu equipamento antes de começar. De nada adianta ter o melhor conteúdo, se o vídeo e áudio estiverem péssimos e não chegarem aos seus seguidores. Use equipamentos profissionais e não economize!

Atente-se aos direitos autorais

Muita atenção a tudo que vai ao ar, porque a lei de direitos autorais é bastante rígida. Caso você use alguma música de fundo, por exemplo, ela pode ser protegida por direito autoral e a sua transmissão será interrompida no momento que ela for ao ar.

Descreva o conteúdo da transmissão com clareza

É bastante importante que exista um texto explicativo sobre o conteúdo que será transmitido e ele deve ser feito com tanto cuidado quanto a transmissão. Assim, use as palavras-chave necessárias para atrair a atenção do público; faça uma chamada, mas lembre-se de deixar a curiosidade no ar.

Use ambiente corporativo

Tenha bastante cuidado com o local que você escolherá para fazer a live. Como o título já diz, opte por um ambiente corporativo: sem barulho, sem cães latindo, sem carros buzinando etc. A atenção da sua audiência pode ser desviada caso isso aconteça, por isso, opte por um ambiente corporativo, tranquilo, sossegado.

Faça perguntas poderosas

Nesse passo, interaja com o público. Faça com que seus amigos e seguidores conversem com você, colocando-os na transmissão. Busque pela audiência, fazendo com que ela se sinta parte do diálogo.

Responda aos expectadores

Depois de chamar a audiência, é hora de responder a ela. Você não pode chamá-la para a live e ignorá-la. As pessoas querem atenção e, ao se dispor a fazer uma transmissão ao vivo, você deve entender que elas querem interagir com você.

Espero que você tenha gostado do nosso post de hoje. Falamos sobre o objetivo do LinkedIn Live, como ele funciona, os parceiros e algumas dicas de como você deve utilizar essa nova plataforma quando ela estiver disponível no Brasil.

Quer saber mais sobre o mundo digital? Nós da DDWB Agência Digital disponibilizamos, gratuitamente, um e-book sobre Marketing de Relacionamento especialmente para você. Leia agora mesmo, transforme o seu negócio e aumente o conhecimento e o reconhecimento da sua marca no mercado. Vamos lá?