6 indicadores de vendas que você não pode deixar de analisar

20 de janeiro de 2020
PUBLICADO EM blog
20 de janeiro de 2020 Marcelo Rama

A área comercial é fundamental para o desenvolvimento e a evolução de uma empresa. Assim, precisa estar muito bem organizada e dentro de um bom planejamento de negócio. Além disso, é importante que seus resultados e desempenho sejam acompanhados de perto. Para realizar esse trabalho de mensuração, existem os indicadores de vendas.

Eles são instrumentos responsáveis pela definição dos objetivos qualitativos da empresa e de todos os colaboradores. É essencial acompanhá-los, pois eles ajudam na gestão de desempenho e na previsão de resultados.

Neste post, vamos mostrar 6 indicadores de vendas que você não pode deixar de analisar. Confira!

1. Número de leads gerados

Os leads podem ser definidos como as pessoas que demonstraram interesse em um conteúdo da sua empresa e que, para terem acesso a ele, preencheram alguns dados de identificação.

Após um período de maturação, eles podem se transformar em oportunidades. Então, mostrarão interesse de alguma maneira pela solução apresentada pelo seu negócio. Nesse caso, seu principal objetivo é executar uma estratégia para que esse público seja captado e convertido em consumidores da sua empresa.

Porém, para que a área comercial tenha mais controle sobre suas ações e informações, é fundamental ter um indicador que consiga mencionar o número de leads gerados. Por meio desse controle, é possível saber se as campanhas de marketing executadas no topo, meio e fundo do funil estão realmente sendo efetivas e gerando resultados positivos.

O controle desse indicador é feito ao buscar informações dos potenciais clientes, seja por meio de conteúdos baixados, cadastro em newsletter, inscrição em eventos, entre outros. Com esses dados, vai ser possível saber o número de leads gerados em um período específico e criar estratégias cada vez mais personalizadas para esse público.

2. Ticket médio

Saber qual o ticket médio de uma empresa é essencial para o planejamento de novas estratégias comerciais e de marketing. Esse indicador possibilita que o gestor fique ciente sobre o comportamento de seus consumidores com a marca. Em resumo, o ticket médio mostra o gasto médio por pedido.

Quando falamos em indicadores de venda, ele é um dos mais importantes. Ou seja, está ligado de maneira direta ao faturamento do negócio. Algumas ações podem ser feitas para aumentar o ticket médio, como oferecer frete grátis em compras acima de determinado valor, promover descontos progressivos, criar combos de serviços e produtos, entre outros.

3. Volume de vendas

Fazer uma mensuração dos resultados em todos os setores e realizar um acompanhamento, principalmente, da área comercial, são fundamentais para o desenvolvimento de um negócio. É preciso investir e utilizar plataformas para acompanhar de perto o volume de vendas, com o objetivo de ter em mãos dados suficientes para planejar e executar novas estratégias.

Esse indicador de vendas é essencial para que a gestão de um negócio seja cada vez mais organizada. Com esses dados e informações, a empresa consegue identificar as causas e os efeitos específicos de algumas estratégias executadas. Além disso, é possível fazer previsões sobre os faturamentos dos meses seguintes.

4. CAC

O custo de aquisição por cliente (CAC) é outro indicador muito importante para que a empresa possa se organizar e criar novas estratégias de desenvolvimento. Ele é responsável por todo o acompanhamento dos gastos e investimentos feitos pelos consumidores até eles se tornarem clientes do seu negócio.

Para que os dados disponibilizados por esse indicador sejam considerados, é preciso que a empresa levante todo o investimento que foi realizado, desde as ações de marketing, time comercial, CRM, até os gastos nas transações.

Após pegar essas informações e somar tudo o que foi investido para adquirir um cliente, divida o valor desse investimento pelo número total de clientes em um determinado período será possível identificar o CAC.

Esse indicador é responsável por disponibilizar informações para as empresas de maneira que elas consigam avaliar se está valendo a pena ou não alguma determinada estratégia para captar novos clientes. Caso o custo de aquisição por cliente seja maior do que o gasto médio, significa que o negócio está tendo um certo prejuízo e é preciso repensar suas ações.

Outro indicador muito importante é o LTV (Lifetime Value), que pode ser definido como todo o valor que o cliente deixa na sua empresa enquanto ele está ligado ao seu negócio ou “valor do tempo de vida do cliente”.

Caso o valor dessa operação seja menor do que o LTV, significa que o resultado não é positivo, e o negócio está gastando mais para captar um novo cliente do que o retorno desse consumidor para a receita da empresa.

5. Ciclo médio de compra

Você sabe como calcular o intervalo de tempo que um consumidor demora para realizar uma nova compra no seu negócio? Essa é uma informação que pode ser muito útil para os setores comercial, de marketing e de comunicação criarem as melhores estratégias de venda. Esses dados podem ser disponibilizados por meio de uma avaliação do ciclo médio de compra.

Esse indicador é responsável por identificar se há algum padrão de compra em diversos segmentos e se os usuários estão acessando o site de forma periódica, entre outras ações. Além disso, calcular o ciclo médio de compra é importante para fazer uma classificação dos consumidores. Assim, para os que estão inativos, é possível executar uma nova estratégia personalizada para esse público.

Esses dados são essenciais para fazer uma identificação da frequência de visita dos vendedores. Relacionar as informações com o ticket médio do cliente para identificar se as ações estão sendo positivas, realizar uma otimização da agenda dos representantes e projetar vendas mais realistas.

6. Taxa de conversão

A taxa de conversão é um dos indicadores de vendas mais importantes dentro de uma empresa. Ela é responsável por fazer a avaliação da eficiência de todos os colaboradores do setor comercial. Geralmente, isso é feito ao relacionar o número de oportunidades criadas às que realmente se converteram em vendas.

Marketing e vendas são setores distintos, mas caminham juntos. Um negócio pode fazer uso do testes A/B, responsável por comparar as variáveis de marketing. Com essas informações, é possível determinar qual estratégia gera a maior taxa de conversão. Por meio desses números, a equipe comercial consegue identificar as melhores ações.

Identificar em que etapa do funil de vendas sua persona está presente é fundamental para que a empresa faça um bom planejamento e execute as estratégias de maneira correta. Os indicadores de vendas são muito importantes para realizar o acompanhamento e fazer a mensuração dos resultados de todas as áreas da empresa. Saber o número de leads gerados, o ciclo médio de compra e o ticket médio, por exemplo, pode auxiliar no desenvolvimento do negócio.

E aí, conseguiu entender melhor sobre os indicadores de vendas que você não pode deixar de analisar? Aguardamos seu comentário no post com sua opinião sobre o assunto e outros indicadores importantes.