Google Search Console: como usar essa ferramenta a meu favor?

10 de dezembro de 2018
PUBLICADO EM blog
10 de dezembro de 2018 Marcelo Rama

Se você possui um website ou um blog, muito provavelmente já ouviu falar ou mesmo faz uso de alguma das muitas ferramentas disponibilizadas pelo Google para melhorar os resultados e monitorar sua presença online.

Neste sentido, o Google Webmaster Tools (GWT) foi um verdadeiro braço direito para os profissionais de marketing no mundo inteiro por cerca de dez anos, sendo essencial para a avaliação de estratégias no que diz respeito à SEO, buscas e acessos.

O Google Search Console, por sua vez, veio para tornar o Webmasters Tools ainda mais moderno e abrangente. Mas não se assuste: embora  o nome tenha mudado, as funcionalidades da ferramenta seguem as mesmas e ainda permite que se analise resultados de forma simples e fácil.

Mas, afinal, você realmente sabe como utilizar todo o potencial do Google Search Console e aproveitá-lo bem em seu dia a dia? Siga a leitura e descubra como tornar a ferramenta uma grande aliada do seu negócio!

O Google Search Console

Anteriormente conhecido como Google Webmasters Tools, o  Google Search Console é um serviço que auxilia no monitoramento, otimização e manutenção da presença online de um site nos resultados da Pesquisa Google.

Por meio da plataforma, é possível acompanhar resultados e entender por que um site está indo mal ou bem em resultados de busca orgânica, sendo útil para encontrar problemas de spam na página, auxiliar na submissão de conteúdos novos para rastreamento ou mesmo para limpar conteúdos já antigos.

Além disso, a ferramenta também é capaz de fornecer consultas para encontrar maneiras de impulsionar o tráfego, examinar a força dos backlinks utilizados, melhorar o HTML do seu site e verificar páginas indexadas.

Informações importantes sobre o Google Search Console

1. Quem deve usá-lo?

Qualquer pessoa que tenha um site pode (e deve) utilizar o Google Search Console. Donos de marcas que não sabem utilizar a ferramenta podem delegar a tarefa para as agências especializadas no assunto e basear decisões de negócio nos resultados por ela trazidos.

Os especialistas em marketing, por sua vez, podem utilizar a plataforma para monitorar o tráfego de sites e tomar decisões técnicas sobre sua apresentação e conteúdo, entregando estratégias mais completas para seus clientes.

Administradores de sites, ainda, podem usar o Search Console para resolver erros de servidor, problemas com o carregamento de conteúdos e problemas de segurança, ao passo que desenvolvedores da web e de aplicativos podem usá-lo para criar uma marcação ou código real para o site e ver como os usuários de dispositivos móveis interagem com a Pesquisa Google.

2. Como ele traz informações sobre os visitantes de um site?

O Google Search Console possui menus e submenus que permitem que o usuário utilize a ferramenta conforme lhe for mais útil. As palavras mais utilizadas para encontrar o seu site e as páginas que estão conseguindo o maior número de cliques estarão na seção “Status”, abaixo de “Desempenho”, no Search Console.

Na barra que fica no lado esquerdo, no topo da ferramenta, você pode selecionar períodos para monitorar e até fazer comparações entre aqueles selecionados, podendo verificar o histórico de dados da página (até dezesseis meses para trás).

É possível monitorar o total de cliques que partiram da Pesquisa Google, o tempo de permanência na página, total de impressões, CTR (taxa de cliques) média, posição média no mecanismo de busca, tráfego de pesquisa, informações quanto a palavras-chave etc.

3.Quais as principais vantagens da plataforma?

O Google Search Console permite que o usuário consiga monitorar de perto vários aspectos do site, como:

  • aparência do site em mecanismos de busca: permite saber como a página aparece nos resultados do Google, se estão atrativas e relevantes de acordo com a busca dos usuários;
  • informações sobre pesquisas de usuários: permite descobrir quais as palavras buscadas que mais levam os usuários até a página;
  • rastreamento de páginas: permite saber se o Google está rastreando corretamente as páginas do seu site ou se há algum tipo de interferência nesse processo;
  • indexação de páginas: permite saber se o Google está adicionando as páginas do seus site em seu sistema corretamente.

4. Como utilizar a plataforma?

Uma vez criada a sua conta no Google e feito o login no Search Console, você deve inserir o URL da sua página e clicar em “Adicionar uma propriedade”. Em seguida, a plataforma pedirá que você prova que é dono da página em questão (o que pode ser feito pelo método recomendado o método alternativo).

No método recomendado, você deve fazer o upload do arquivo HTML para a raiz da sua página. O método alternativo vale a pena se você já usa o Google Analytics, já que nesse caso a plataforma sincroniza as contas para uso nas duas ferramentas.

Após a verificação, você deve voltar para a página inicial da plataforma e clicar na página que irá gerenciar. No menu constante da lateral esquerda do Search Console, estarão todas as funcionalidades da ferramenta, que te auxiliarão a entender melhor como anda a saúde da página e seu alcance.

Utilizando o Google Search Console para a geração de leads e conversão de clientes

Otimizar o site para que atraia um maior número de pessoas (sobretudo leads qualificados) e fazer com que elas sejam convertidas certamente não é tarefa simples, mas pode ficar mais fácil com as ferramentas oferecidas pelo Google Search Console.

Isto porque as inúmeras possibilidades oferecidas pela ferramenta permitem que você monitore muito de perto os resultados do seu site, especialmente no que diz respeito às palavras-chave que estão dando certo, número de acessos vindos do Pesquisa Google, conteúdos mais atrativos para o público e eventuais problemas que não são tão perceptíveis sem uma análise mais profunda.

O Google Search Console é essencial para que se tome decisões estratégicas de marketing precisas, baseadas em dados e informações reais, auxiliando os profissionais da área a otimizar seu site, corrigir falhas e conquistar seu espaço na rede.

E então, entendeu como utilizar essa ferramenta para otimizar sua página e vender mais ou ainda tem alguma dúvida? Compartilhe sua opinião e deixe seu comentário!