Web Personalization: o que é, como funciona e para que serve

4 de março de 2019
PUBLICADO EM blog
4 de março de 2019 Marcelo Rama

A experiência de compra é uma das principais questões que os clientes priorizam na hora de definir se vão efetuar a negociação ou não. A web personalization auxilia as empresas para promover uma atenção mais personalizada e fazer com que cada contato do consumidor com a marca seja único.

Em um período de grande concorrência e novas companhias surgindo a cada instante, se destacar no seu mercado de atuação é uma das principais estratégias para o sucesso. Sendo assim, preparamos este texto cheio de informações essenciais para você começar a personalizar os seus conteúdos da web para o seu público-alvo.

Continue a sua leitura e saiba mais:

O que significa web personalization?

Também conhecido como ”personalização na web”, a expressão pode ser definida como a criação de conteúdos com a missão de promover uma experiência diferenciada para o público-alvo de uma empresa na internet.

A web personalization se tornou essencial para que as companhias consigam se destacar entre a concorrência, isso acontece porque existe muita competição por públicos-alvo semelhantes. Dessa forma, utilizando a personalização é possível aproximar o relacionamento entre marca e consumidor, garantindo a sua preferência ao transmitir a ideia de conexão e proximidade para o comprador em potencial.

Qual é a função dessa estratégia no digital?

O principal objetivo de utilizar a web personalization é conquistar mais resultados a partir de um contato mais particular com os consumidores, usando a internet. Principalmente para empresas que contam com um grande banco de dados dos seus clientes, é possível aplicar ferramentas para auxiliar nesse processo, garantindo que uma delas consiga personalizar os conteúdos exibidos ao receber um novo acesso em um site.

A partir disso, é possível ganhar a atenção do seu destinatário, fazendo com que o consumidor crie a sensação de que a marca está se comunicando unicamente com ele, possibilitando uma aproximação mais realista e quebrando as barreiras da distância impostas na internet.

Onde esse conceito é aplicado?

Existem diversas maneiras de aplicar a web personalization na comunicação da internet na sua empresa, esse processo usa dados de first party e third party data para tomar decisões relevantes para os usuários. A seguir listamos as principais estratégias que englobam essa tática:

  • campos personalizados: ao conseguir convencer um usuário a fornecer suas informações como nome, data de aniversário e localização, uma empresa consegue personalizar uma área do seu site com elas. Dessa forma, a página vai ser única desse consumidor, gerando a sensação de exclusividade;
  • áreas dinâmicas: estruturas do site organizadas com artigos relacionados ao interesse do consumidor, isso pode ser configurado por meio do histórico de cookies do visitante;
  • campanha integrada: quando uma empresa segmenta uma base de acordo com um interesse e envia conteúdo para esse público.

Qual é a relevância da web personalization?

Usar essa estratégia é uma ótima opção para as empresas que desejam fornecer uma experiência diferenciada para os seus visitantes. A personalização de conteúdos já acontece há alguns anos no e-mail e SMS marketing, mas agora com o avanço das tecnologias, também é possível particularizar uma página da web, valorizando o comportamento do usuário e oferecendo ofertas e produtos mais adequados conforme o seu interesse.

Como aplicar essa estratégia?

Embora não seja uma ação muito complicada, utilizar a web personalization pode envolver diferentes conhecimentos, por isso, separamos algumas opções que podem ser aplicadas em seus pontos de contato digitais para personalizar o conteúdo apresentado aos consumidores:

Uso de inteligência artificial

A utilização da IA permitiu grandes avanços para a comunicação e com a web personalization não é diferente. A partir do registro do comportamento dos usuários na internet, as ferramentas de inteligência artificial são capazes de analisar os dados e organizar as informações para os visitantes em segundos, garantindo que o consumidor encontre exatamente o que está procurando ao acessar o seu endereço de web.

Recomendações de produtos

A partir da segmentação disponível para anúncios de mídia paga, uma marca consegue recomendar ofertas exclusivas para usuários que visitaram a sua página em qualquer outro momento. Dessa forma, é possível gerar conversões a partir da sugestão de novos lançamentos ou artigos que possam complementar compras passadas.

Segmentação comportamental

O comportamento de um consumidor consegue transmitir informações interessantes a respeito do seu interesse sobre serviços, produtos e marcas. Portanto, quando um visitante acessa o seu site, é uma oportunidade de conhecê-lo ainda mais e encontrar insights a respeito das suas preferências, possibilitando que os profissionais de marketing consigam se antecipar e fornecer cada vez mais conteúdos que impulsionem a conversão desses acessos.

Como exemplo, podemos citar quando um cliente adiciona um item no carrinho de compra, mas não finaliza a sua ação, ao retornar ao site em uma nova data, é possível personalizar mensagens exclusivas para que esse mesmo usuário finalize a sua aquisição.

Além disso, é viável utilizar essas mesmas informações para produzir conteúdos personalizados em mensagens de e-mail marketing ou acionar uma promoção especial em seu site.

Testes AB com segmentação

Usando testes AB é possível comparar diferentes versões de um mesmo elemento de uma página ou de uma landing page. A partir dos resultados obtidos, as empresas conseguem avançar com a opção que demonstra melhores desempenhos para a conversão desejada.

Aplicando a segmentação, as empresas conseguem identificar públicos de alto valor por meio de uma análise contextual e com dados em tempo real, incluindo:

  • comportamento de navegação;
  • dados geográficos do usuário;
  • comportamento de compra;
  • dados técnicos;
  • informações demográficas.

A partir dessas duas táticas, é possível criar as experiências personalizadas para o consumidor em todos os canais da empresa. E, assim, construir relacionamentos duradouros entre o cliente e a marca, melhorando os resultados.

Quais são os cases de sucesso que usam web personalization para se destacar?

Para reforçarmos as oportunidades que uma empresa pode obter ao utilizar essas tecnologias, listamos as principais marcas que empregam esses instrumentos para personalizar os seus conteúdos e conseguem agradar os seus clientes:

Netflix

Você já notou como as produções recomendadas para você são diferentes das opções disponíveis em outros perfis de uma mesma conta? Isso é web personalization, a plataforma identifica o seu comportamento e se baseia no seu histórico para conseguir organizar os filmes e séries apresentados em sua página inicial.

Desse modo, as chances de você conseguir assistir alguma produção sem precisar passar horas procurando qual é a melhor alternativa são ainda maiores. Isso proporciona uma experiência mais exclusiva e única para cada usuário cadastrado na plataforma de streaming.

Spotify

Seguindo a mesma estratégia do Netflix, o Spotify é capaz de guardar todos os seus dados de reproduções recentes e consegue segmentar playlists de músicas baseadas em suas preferências.

Inclusive, podemos encontrar a web personalization na sua principal campanha anual chamada ”End of Year”, que cria uma lista com as canções mais ouvidas de cada usuário cadastrado, apresentando informações sobre a quantidade de músicas reproduzidas em horas, principais gêneros escutados e os artistas favoritos.

A web personalization está ganhando cada vez mais espaço entre as marcas que desejam aumentar as conversões e, consequentemente, suas vendas. Por essa razão, não perca tempo e comece a otimizar as suas estratégias para encurtar o ciclo de vendas e conquistar melhores resultados com as campanhas digitais!

Quer aprender ainda mais? Que tal continuar a sua visita em nosso blog? Então, confira 8 dicas para criar uma campanha de sucesso!