Meios de pagamento: conheça as novas tendências do mercado

6 de janeiro de 2020
PUBLICADO EM blog
6 de janeiro de 2020 Marcelo Rama

Nos últimos anos, a Transformação Digital impulsionou a evolução dos meios de pagamento no mercado físico e digital. O conceito de Internet das Coisas, por exemplo, tem permitido a instalação de chips de radiofrequência em smartphones, pulseiras e relógios, para que tudo possa ser feito por meio de uma conexão com a rede de computadores.

Essas novidades são imprescindíveis para todos os setores do comércio, pois os consumidores têm exigido, cada vez mais, uma maior praticidade. Assim, a adoção das novas tecnologias se torna um grande diferencial.

Quer ficar por dentro desse cenário? Então, continue a leitura deste post e conheça os meios de pagamento que estão se tornando tendência no mercado!

NFC (Contactless)

NFC é uma sigla para a expressão em inglês Near-Field Communication, que pode ser traduzida como “comunicação de campo próximo”. Quem usa os aplicativos Google Pay ou Apple Pay estão, na verdade, utilizando essa tecnologia.

Ela se refere a um método de transferência de dados sem fio entre dois dispositivos, sem a necessidade de eles estarem conectados na mesma rede Wi-Fi. O NFC pode ser facilmente utilizado para o pagamento em lojas físicas, entre as maquininhas de cartão e os dispositivos do cliente, como cartões de crédito com chip de frequência de rádio, celulares, tablets etc.

Por ser uma tecnologia que evoluiu dos chips de identificação por radiofrequência (RFID), todo o processo é bastante ágil, prático e simples: ao entrar em contato com um campo magnético, essas peças começam a emitir ondas de rádio — as mesmas utilizadas pelas antenas de transmissão de telecomunicações de áudio.

O dispositivo do cliente — com o chip instalado — envia todas as informações necessárias para o pagamento ao se aproximar da maquininha. Em alguns casos, é preciso que a pessoa digite a senha, em outros, a compra é autorizada com a digital do usuário no próprio smartphone. A cada dia, novas opções estão disponíveis para facilitar a vida dos compradores.

A grande vantagem é que esse processo não necessita de um código de emparelhamento para que a transação seja autorizada. Cada chip conta com uma radiofrequência específica, que só é ativada ao se aproximar das maquininhas após autorização.

mPOS

O mPOS é uma sigla inglesa para “mobile point of sales” — ponto de vendas móvel. Refere-se a todo smartphone, tablet ou dispositivo sem fio que funcione como uma caixa registradora no seu negócio.

Como o próprio nome sugere, a grande vantagem é a mobilidade: o empresário poderá utilizar esse meio de pagamento em qualquer lugar com conexão à internet.

Atualmente, para atender os mais diversos públicos, várias tecnologias de mPOS estão disponíveis. Na maioria dos casos, tudo é feito por uma maquininha de cartão de crédito e débito tradicional, que pode ser conectada à rede por meio do Wi-Fi ou das conexões 4G. As mais avançadas também podem ser integradas a leitores de códigos de barras e sistemas de pagamento.

Há, também, modelos integrados a smartphones. Neles, as máquinas funcionam somente como leitores de cartão, e todo o registro e a conexão com o sistema de pagamento são feitos com o seu dispositivo móvel, por meio de um aplicativo.

Assim, garante-se a segurança da transação, pois, para proteger o titular do cartão de crédito, os dados são criptografados durante a transferência. Além disso, nenhuma informação fica armazenada nas maquininhas: tudo é feito pela nuvem.

Biometria

A biometria é qualquer tipo de tecnologia que utilize as características físicas de um indivíduo para confirmar a sua identidade. Ela já é uma realidade para grande parte das pessoas, pois os bancos já utilizam as digitais, o reconhecimento facial ou a leitura da iris para identificar seus clientes e oferecer mais segurança às transações.

Recentemente, essa tecnologia começou a se popularizar para facilitar os pagamentos. Por exemplo, já há algumas maquininhas capazes de ler digitais e se conectar aos sistemas dos bancos para efetuar pagamentos de débito.

No comércio digital, a evolução é ainda maior: como grande parte dos smartphones utilizam biometria, alguns pagamentos no e-commerce estão sendo realizados por esse meio. A vantagem é que o cliente não precisa estar com os dados do seu cartão, pois suas digitais e face são únicas.

Carteira Digital

A carteira digital é uma tecnologia que busca centralizar os meios de pagamento de um usuário, armazenando todos os dados na nuvem.

Dessa forma, os clientes podem cadastrar todas as suas informações em um único aplicativo, além de unir as suas moedas digitais, como as criptomoedas, à mesma conta. Os pagamentos e a comunicação dos dados são feitos por meio da tecnologia RFID — a mesma do NFC.

Wearables

A melhor tradução para wearables é “vestíveis”, ou seja, são métodos de pagamento acoplados a objetos que usamos no cotidiano, como relógios e pulseiras.

Dentro desses itens, é instalado um chip de RFID, que, por meio da aproximação, conecta-se com o dispositivo de pagamento da sua loja, enviando os dados de pagamento. A confirmação da compra é feita por um aplicativo no smartwatch do cliente, ou por meio de senha na maquininha.

Self-checkout

O self-checkout é a tecnologia criada para dispensar a necessidade de um atendente físico na hora de registrar os produtos para o pagamento.

Ela é bastante interessante para supermercados, que podem acoplar chips de RFID em cada produto. Assim, quando o cliente passa com o seu carrinho em frente ao sensor, todos os itens são instantaneamente registrados pelo sistema. Depois, no terminal de autoatendimento, ele poderá escolher o meio de pagamento e finalizar a compra.

Essa tecnologia também é bastante útil para os restaurantes, que podem implementar uma comanda eletrônica. Todo o consumo do cliente será feito nela e, quando sair do estabelecimento, ele poderá pagar em uma estação de autoatendimento.

Como vimos, é importante que o comerciante fique atento a essas novidades, pois a inovação é uma das demandas dos consumidores. Afinal, os novos meios de pagamento facilitam bastante a vida das empresas e dos clientes, trazendo mais agilidade e simplicidade para as transações financeiras de crédito e débito.

Gostou deste texto? Quer mais dicas para melhorar o seu atendimento ao cliente? Então, assine a nossa newsletter e receba conteúdos como este diretamente em seu e-mail!