Saiba quais são as principais tendências de mercado para a próxima década

8 de junho de 2020
PUBLICADO EM blog
8 de junho de 2020 Marcelo Rama

Estamos acelerados. Com a transformação digital as mudanças acontecem rapidamente e é preciso ter atenção para não perder o ritmo. Por isso, ficar de olho nas principais tendências de mercado se torna fundamental para que você mantenha a alta performance e ainda consiga inovar e desenvolver estratégias de impacto para o seu negócio.

Pensando nisso, montamos este artigo que é como um grande guia de tendências, apresentando como os negócios têm se transformado e quais as previsões em diversos setores — como a área econômica, e-commerce, marketing e comportamento do consumidor. Assim, você tem as informações necessárias para se preparar e dar destaque a sua empresa.

Podemos pensar em alguns marcos como a população cada vez mais velha, jovens que são nativos digitais chegando ao mercado de trabalho (e de consumo) e a popularização das criptomoedas, cada vez mais reconhecidas até mesmo pelas instituições bancárias. Neste texto, você vai descobrir o que tudo isso tem a ver com o seu negócio e como se beneficiar dessas informações.

Boa leitura!

Importância de estar atento às principais tendências para a próxima década

Robôs inteligentes, geladeiras que falam e fazem compras: não, essa não é mais uma visão futurista. Para nós, é o presente, o dia a dia. Então, antes que cheguem os carros voadores — afinal, veículos sem motorista já são quase uma realidade global — que tal se preparar e ter uma visão de futuro que facilita e inspira novas ações?

Com o Big Data, a inteligência artificial e a análise de uma infinidade cada vez maior de dados, uma tendência muito importante, independentemente do recorte que fizermos, é a capacidade de saber lidar com números, transformando-os em inteligência. Confira outros motivos importantes para estar atento às principais tendências!

Saber com quem está falando

Você já sabe que as pessoas estão cada vez mais conectadas e isso significa que o seu negócio precisa ter presença na internet. Da mesma forma, outras tendências são importantes, contribuindo para enriquecer a experiência com os usuários. Por exemplo:

  • população mais velha — isso significa que você deve estar preparado para oferecer soluções para esse público cada vez mais crescente;
  • nativos digitais no mercado — eles passam muito tempo nas redes sociais e são muito ligados às tecnologias. Entretanto, o nível de exigência com as empresas é outro, afinal, essa nova geração tem a esperança de um mundo melhor e busca marcas com visão e valores coerentes aos seus princípios.

Entender como seu negócio deve se posicionar

Acompanhar tendências como os chatbots, estratégias de vendas ou mesmo as transformações no setor econômico é fundamental para descobrir a melhor forma da sua marca se posicionar no mundo.

Se há poucas décadas era comum que as empresas não tivessem consciência ambiental e acreditassem na responsabilidade social como um viés filantrópico, hoje é fundamental que os negócios desenvolvam uma visão sustentável e entendam a capacidade de impactar a sociedade no entorno.

Desenvolver ações visionárias

Se você tivesse acesso a ferramentas para analisar a concorrência, certamente saberia como criar estratégias para impulsionar a sua empresa para um próximo patamar. Ao acompanhar as tendências de mercado, os resultados são semelhantes, só que com uma perspectiva global.

Se a tendência é caminhar para a transformação digital ao mesmo tempo em que se valoriza o potencial humano, então um dos objetivos será apostar na personalização, correto? Se outra tendência é o empreendedorismo, então soluções B2B certamente terão mais espaço no mercado, com o surgimento de um grande número de pequenas empresas.

Preparar sua empresa (e você) para os próximos passos

Quanto maior a empresa, mais graduais devem ser as mudanças. Então, o ideal é ter conhecimento suficiente para desenvolver tomadas de decisão coerentes e que levam o negócio ao caminho certo. Além disso, quanto antes sua empresa puder testar, mais rápido ainda vocês saberão se vale ou não a pena seguir na rota desenhada.

Quem entendeu a importância do marketing digital, por exemplo, e saiu na frente, certamente teve grandes resultados em um momento em que a maioria dos negócios ainda não estavam presentes na web. Aliás, foram as mesmas empresas que perceberam rapidamente a importância de combinar o outbound com o inbound, aproveitando igualmente os benefícios do unbound marketing.

Principais tendências econômicas

O setor econômico, um dos mais tradicionais, já mostra o quanto as tecnologias estão transformando até mesmo este mercado. Inovações e o surgimento de novos modelos de economia impactaram também modelos de negócio dos mais diversos nichos. Entenda sobre as principais tendências econômicas!

As inovações tecnológicas

O mundo dos números, dados e métricas sempre foi familiar à área de finanças. O que mudou completamente foram as possibilidades de monitorar, conferir e melhorar estratégias de acordo com informações concretas. Agora temos soluções como o Big Data e a sua capacidade de analisar um grande volume de dados de maneira inteligente, trazendo insights e indicando tomadas de decisão baseadas em números.

Dessa forma, o entendimento sobre lucros e riscos ficou mais precisa e a otimização dos processos também. Além do mais, se pensarmos no aspecto da segurança de dados, hoje é possível fazer todas as transações on-line, dispensando a necessidade de um banco. Surgiram também diversos meios de pagamento, permitindo, assim, o surgimento das fintechs e dos bancos virtuais.

O impacto das criptomoedas e blockchain

As criptomoedas foram outro assunto de destaque nos últimos anos. Com uma das principais delas supervalorizando no mercado, o Bitcoin, esse modelo de economia ficou mais popular e, claro, seguro. A tecnologia blockchain, com a criptografia de dados imutáveis, além de permitir a descentralização de dados, reforçou a segurança dos usuários.

Outro ponto que vale ser destacado é que este é um assunto que deve ser acompanhado de perto. Cada vez mais instituições aceitam as criptomoedas como meio de pagamento, então, entender como fazer isso sem comprometer a segurança do negócio pode ser uma forma de estar à frente.

Desenvolvimento do capital humano

O movimento de migração da população que vivia no campo para os centros urbanos foi muito brusco e, com isso, surgiu uma ruptura na estrutura social. É claro no nosso país perceber como os princípios básicos que deveriam ser acessíveis ao ser humano — como saúde, educação, habitação e segurança — estão defasados. Por isso, cada vez mais a economia precisará investir no capital humano.

Dentro das empresas podemos perceber e aplicar esse conceito com programas de treinamentos e capacitação, como educação e até mesmo as universidades corporativas. Afinal, apesar de todas as inovações tecnológicas, a inteligência humana ainda é crucial para os processos de qualquer organização.

Principais tendências de mercado

Cada vez mais orientado para o cliente, o mercado se encontra aquecido e com um espaço interessante para pequenos negócios — prontos para atender questões e públicos cada vez mais específicos. As pessoas estão em busca de soluções que atendam as suas necessidades e estilos, assim como as vendas e a publicidade agressivas e invasivas já não apresentam mais tanto resultado.

Por que você deveria focar mais em IoT?

A IoT, ou Internet das Coisas, permite um novo cenário de conexão. Carros, casas, eletrônicos e robôs domésticos são alguns exemplos de coisas que agora têm seu número de IP e acessam a web. Com isso, é possível acompanhar o comportamento dos usuários e entregar soluções cada vez mais personalizadas e automatizadas para o público.

A Amazon, por exemplo, tem uma solução para pessoas e empresas conhecida como AWS IoT, que agrega segurança para a conexão de dispositivos. A empresa também disponibiliza o sistema Alexa, para ampliar o alcance da internet. Ainda neste caminho, certamente será possível automatizar compras, exigindo das empresas conseguir entender a demanda específica de cada cliente.

Qual o crescimento dos modelos de negócio on demand?

Nesse viés sob demanda, acompanhamos grandes sucessos como Netflix, Spotify, Uber e iFood. Cada pessoa tem uma necessidade particular e, com a possibilidade de ter uma experiência totalmente personalizada, por que desejar uma solução abrangente, na qual o cliente precisa pagar por serviços e até mesmo produtos que não usará?

Quem souber apresentar soluções para esse modelo, certamente sairá na frente. Para isso, também é preciso entender sobre as cadeias de valor, otimizando os custos operacionais dos processos e ainda agregando mais valor para o cliente final.

Será que a internet 5G pode impactar o mercado?

A troca de informação cada vez mais rápida e a promessa de uma economia de bateria muito maior são os principais aspectos que tornam essa nova tecnologia bastante forte no mercado. A ideia é que dispositivos com internet 5G sejam até 90% mais econômicos que os atuais 4G, por exemplo. E uma das principais áreas com espaço para se desenvolver com isso é a Internet das Coisas.

Outro ponto é a possibilidade das empresas oferecerem conteúdos de qualidade para o público, independentemente do formato. Assim, há uma garantia de entrega sem a preocupação com tempo de carregamento, por exemplo, ou a possibilidade de um vídeo travar.

O armazenamento na nuvem será cada vez maior?

Sim, outra tendência de mercado que observamos é a oferta de soluções cloud. Assim como o Google Drive e o DropBox, mais alternativas desse nicho estão chegando no mercado. Isso significa estruturas cada vez mais seguras e adaptadas para as mais diversas necessidades.

Nesse cenário, enquanto pessoas físicas têm uma necessidade, é importante ter serviços para o mercado corporativo, que aposta cada vez mais na transformação digital para que o negócio seja mais eficiente.

Como a nova política de dados impacta no mercado?

Se a internet abriu portas antes não imaginadas, hoje vivemos a era da privacidade. A venda, a troca ou o uso indevido de dados não é permitido e já existe uma legislação para amparar o usuário: a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Isso não significa que não é mais possível capturar informações de contato de prospects do seu negócio mas, sim, que deve ser um jogo limpo e claro. É importante que a empresa peça permissão para o uso de dados pessoais e fique de olho a fim de montar suas campanhas de acordo com esses princípios.

Principais tendências no e-commerce

Ter uma loja virtual é apostar em um dos canais de vendas mais interessantes se levarmos em conta que o cliente está on-line. Para aumentar as vendas no e-commerce, é preciso acompanhar o que está acontecendo. Portanto, veja algumas tendências nesse cenário!

Ter responsividade

As pessoas estão habituadas a acessar a internet por dispositivos móveis e, hoje, o hábito de fazer compras on-line por meio deles já é comum. Soluções como o aplicativo Uber, em que a pessoa precisa entregar informações pessoais como os dados do cartão de crédito no celular, também ajudaram a formar um sentimento de confiança nesse meio.

Isso significa que as pessoas não pesquisam mais no smartphone e só fecham a compra em um computador. Toda a jornada do consumidor digital pode acontecer em um celular! Pensando nisso, você deve ter uma solução de mobile marketing para seu negócio virtual, garantindo páginas responsivas e uma boa experiência para o seu público.

Valorizar o omnichannel

Assim como explicamos sobre a importância em integrar o inbound com o outbound marketing, no e-commerce é fundamental que os vários canais estejam alinhados — seja um atendimento pelas redes sociais, pela própria loja virtual ou por um estabelecimento físico. Para o cliente, a sua marca é uma só e ele espera um atendimento coerente, mesmo que use diversos canais para isso.

Pensar nas tendências multicanais

As mídias sociais são uma excelente estratégia para atrair e engajar o público, mesmo que o negócio não seja grande. Assim, é importante acompanhar em quais mídias a audiência se encontra e como fazer para chamar a atenção, aumentando a visibilidade da marca e criando oportunidades de vendas.

É possível apostar em publicidade nestes canais, inclusive com opções orgânicas e pagas como as tecnologias martech e adtech.

Ampliar essa tendência para as compras

Por incrível que pareça, nem sempre as compras pela internet estão associadas à comodidade de receber o produto em casa. É normal que as pessoas façam pesquisas na web antes de comprar, mas muitas delas não se importam de ir até uma loja física para retirar a encomenda. Principalmente se:

  • isso significar que o valor referente ao frete não existirá;
  • haver a possibilidade de buscar a compra antes do prazo que levaria para aguardar a entrega chegar em casa.

Apostar em aplicativos próprios

Essa é uma tendência muito importante para melhorar a experiência de compra do usuário. A maior vantagem do aplicativo próprio da empresa é a possibilidade de monitorar o comportamento do consumidor e criar automações para otimizar as vendas. O usuário, por sua vez, normalmente percebe valor com ofertas e descontos incríveis, que são destinados apenas para este canal.

Principais tendências de marketing

Tendência e marketing chegam a parecer sinônimos. Essa é uma área que aposta nas mudanças e costuma sinalizar o que vai chegar no mercado. Por isso, saiba o que acompanhar a fim de conseguir assimilar as inovações, criando resultados surpreendentes sempre que possível.

Inteligência artificial e Big Data

Entender o comportamento do seu público, entregar mensagens altamente personalizadas e segmentar as pessoas alcançadas com sua mensagem são funcionalidades muito novas nas estratégias de marketing. Graças à inteligência artificial e ao Big Data, ações como as exemplificadas são possíveis em grande escala e em tempo real.

Além disso, é possível apostar em outras propostas como chatbots, que possibilitam um atendimento 24/7 com um excelente custo-benefício. Outra vantagem é a tomada de decisão baseada em dados, permitindo o aproveitamento de campanhas ao máximo, com melhorias instantâneas para alcançar os objetivos.

Estratégias de marketing local

A geolocalização mostra que a relação da empresa com o lugar em que a pessoa está pode gerar bons resultados. Além de estratégias como o Google Meu Negócio, que ajuda a divulgar a marca para o público local, existe uma grande tendência de estratégias que mesclam o digital com o físico:

  • geotargeting — direciona os anúncios de acordo com a localidade;
  • geofencing — dispara mensagens personalizadas para o usuário de acordo com a sua localização (para isso, é preciso pedir permissão para o usuário);
  • geotagging — estimula os clientes a se marcarem e avaliarem o estabelecimento físico nas redes sociais.

Automação de marketing

Uma das possibilidades de escalar processos e conseguir entregar uma experiência personalizada é a automação. Ela permite, por exemplo, o disparo de campanhas de acordo com as preferências do consumidor. É essa automatização de marketing que otimiza os funis de vendas e trabalha também para a redução de abandonos de carrinho, por exemplo.

Marketing de experiência

Com o foco cada vez mais centralizado no cliente, o marketing de experiência vai ganhar mais espaço. Trabalhando com ações que surpreendem o público e sejam coerentes ao interesse da audiência, os conteúdos se transformam em uma moeda forte.

Vemos isso acontecer hoje com grandes marcas como O Boticário e Red Bull, mas a tendência é que até mesmo negócios digitais encontrem estratégias para impactar o público com experiências que agreguem valor.

Principais tendências do comportamento do consumidor

O consumidor continua sendo o foco das inovações e descobrir mais sobre o seu comportamento é fundamental para nortear o crescimento de qualquer negócio. A seguir, mostraremos algumas das tendências que estão acontecendo com esse público, que recebe jovens com uma conduta cada vez mais disruptiva se comparada a outras gerações, ao mesmo tempo que se prepara para o envelhecimento da sociedade.

Neuromarketing

Estratégias como o neuromarketing são essenciais nessa missão: conhecer mais quem é o seu público. Afinal, como desenvolver ações relevantes, com excelentes resultados, se você não sabe com quem está falando? Como hoje é possível criar diversas segmentações dentro de uma mesma empresa, a lógica é que se apresentem diferentes formas de contatos para cada tipo de persona.

Ao mesmo tempo, é importante saber que o cliente está interessado no posicionamento da marca e que ela seja coerente com os valores que apresenta. Afinal, o cliente não precisa ser ambientalista para boicotar uma empresa que se diz sustentável e mas não faz nada para mudar os impactos causados na sua linha de produção, por exemplo.

Atendimento humanizado

Por um lado temos as ações sociais e ambientais que interessam cada vez mais consumidores. Por outro, existe a conexão entre a marca e a sua audiência. A internet e as redes sociais possibilitaram a conexão entre as pessoas. Entretanto, o nível de carência de relações humanas verdadeiras também tem aumentado.

Por isso, é muito importante focar no atendimento da empresa, promovendo treinamentos e capacitações que contribuam para relações mais coerentes. Demonstre respeito com o consumidor em atitudes simples, como:

  • a personalização de mensagens, tratando-o pelo nome;
  • o uso de softwares como CRMs para guardar o histórico do cliente (evitando o pedido de várias informações pessoais toda vez que a pessoa entra em contato com a empresa);
  • a disponibilização de canais para que a persona possa contatar a marca.

Monitoramento avançado

Seu consumidor está perto de você, ele visita suas redes sociais, seu site, sua loja e faz contato pelos mais diversos canais de comunicação. Por isso, é possível conhecer mais quem é esse público e o que ele deseja. Além de métricas padronizadas, uma grande tendência é usar as tecnologias para entender e atender demandas específicas.

Se você documenta as interações com clientes, por exemplo, é possível cruzar informações e otimizar o ciclo de vendas. No futuro, a tendência é que essas possibilidades sejam cada vez mais específicas e inteligentes. Já pensou em um processo de vendas que se adapta de acordo com o perfil do cliente que visita o e-commerce e os registros de vendas anteriores para perfis similares?

Como você percebeu, as tendências de mercado apontam para um novo modelo, mais consciente, sustentável e com foco social. Empresas que apostarem na tecnologia para escalar seus resultados certamente terão sucesso se conseguirem associar suas estratégias com soluções de personalização, entregando experiências mais ricas para o público.

Também saem na frente os negócios disruptivos que apostarem em propostas inovadoras para demandas específicas. No Brasil, por exemplo, ainda não temos empresas da área de alimentos que criaram cases de sucesso com tecnologias IoT, integrando a geladeira com a automação de compras. Ao pensar nas tendências de mercado, significa que o seu negócio pode ir além e ser o precursor de tais inovações.

Gostou deste artigo? Então nos ajude a trazer o futuro para o presente: siga a DDWB no Facebook, Instagram e LinkedIn e tenha acesso a dicas e estratégias inovadoras!